terça-feira, 13 de setembro de 2011

Gargalhando no deserto

Rafi peregrinava pelo deserto e já não suportava mais.
Estava exausto. Sua comida acabara, não tinha água para beber e seu camelo parecia mais cansado do que ele próprio. Estava com raiva por seguir sua intuição entrando naquele deserto.
Agora estava em apuros e poderia até morrer!
Às vezes olhava seu camelo e este lhe dava a impressão de estar rindo da sua cara! Um pouco mais, e o camelo conheceria a sua ira...
Mas, sentou-se na areia quente do deserto e se pôs a descansar. Não havia energia para mais nada. Sentiu que aos poucos parecia adormecer...
Algum tempo se passou e Rafi levantou-se a fim de prosseguir, foi quando, para sua enorme surpresa, avistou um pequeno vilarejo. Estava sedento e muito cansado. Caminhara por dias e agora era o momento de descansar.
Adentrou silenciosamente pelo vilarejo, olhando com fascinação suas casas cobertas de sapé, a simplicidade das pessoas que nelas viviam, suas crianças. Estava encantado! Havia muito que não encontrava seres tão risonhos e tão cheios de vida.
Após caminhar um pouco pelo vilarejo, resolveu pedir por água e comida a uma mulher que o estava a observando da sua janela. "Senhora, que Deus te abençoe. Dá-me, por favor, de comer e beber, estou em exaustão. Ajuda-me!"
A mulher estranhou aquele homem com a face cheia de areia e começou a rir. Gargalhava tanto que chamou a atenção dos outros moradores da vila e não demorou para que as pessoas começassem a juntar-se em frente a sua casa.
Rafi estava atônito. Não sabia o que fazer com todas aquelas pessoas a sua frente rindo ao mesmo tempo. "O que está acontecendo? Eu estou apenas pedindo por um prato de comida. Tenho fome, andei por muitos dias. Por que estão a rir de mim?"
Nisso um homem já com bastante idade e a pele queimada pelo sol, interveio às gargalhadas: "Meu filho não fique nervoso. Logo se vê que nunca estiveste aqui antes. Estás na Vila do Riso, e todos que chegam, como você, com a cara cheia de areia e sedento por um prato de comida nos faz rir, pois o que pedes é tão pouco e o que nos dás é muito".
"Senhor, o que estou dando a vocês neste momento?"
"A alegria de tê-lo aqui, junto a nós, com a cara cheia de areia!" E gargalhou profundamente.

Rafi logo percebeu que estava em outro mundo e tratou de gargalhar também. Foi quando viu que as pessoas passavam a mão na areia e lambuzavam suas faces como o peregrino. Todos começaram a cantar e a dançar com Rafi. E um banquete foi servido, derem-no de comer e beber. Limparam sua face com toalhas úmidas e o colocaram numa rede para dormir.
Dormiu tanto que quando acordou, acordou gargalhando. Mas, quando abriu seus olhos, percebeu que ainda estava no deserto e que tudo aquilo tinha sido um sonho.
Ainda estava distante de qualquer vilarejo e o velho camelo ainda estava a sua frente, parecendo rir da sua situação. Foi quando percebeu uma mulher a sua frente, a mesma que estava em seu sonho, a dizer-lhe:
"Quando somos guiados pelo coração Rafi, um sonho nunca chega em vão. Tens a face cheia de areia e tua fome parece tamanha, mas tens o coração voltado a Deus. Deus te mostra neste sonho que a tua alegria ainda é necessária, que apesar das tuas dificuldades neste momento, ainda é necessário que rias das múltiplas situações que passas no decorrer da tua longa jornada. Não deves desanimar tão rapidamente. Deus está no riso, na alegria e Ele conduzir-te-á sempre a ela, pois na alegria está a confiança e a determinação de que este é o caminho, e aconteça o que acontecer, é nele que tu prossegues cheio de fé. Não te esqueças Rafi, Deus é alegria. Aprende a rir e ria de ti, dos teus mal estares e aceita teus passos, pois mesmo que em sonhos, Deus sempre estará a mostrar o caminho para aqueles que nele acreditam e querem estar".

Rafi passou as mãos nos olhos para melhor ver aquela mulher, mas quando se voltou para ela, esta já havia sumido. Rafi deu-se conta que não estava só. Deus mandara-lhe uma mensagem! Agora compreendia. Orou em agradecimento por um longo tempo e quando terminou viu que o camelo ainda estava a sua frente a observá-lo...
"Camelo, você está com uma cara muito engraçada, mal posso ver seus olhos. A areia tomou conta de ti!" E caiu numa profunda gargalhada e gargalhou ainda mais quando avistou o vilarejo, o mesmo que vira em seu sonho... E baixinho, disse ao camelo: "É meu companheiro, nada como continuar...
Nada como continuar"...
- desconheço o autor -

Tenha uma boa semana!

9 comentários:

Frida disse...

Olá querida! Valiosa essa sua reflexão! É uma grande alegria receber sua visita! Muito obrigada! Acabei de atualizar. Luz e Paz! Frida

7e7ei@ disse...

Como é gostoso receber visitas! Amigos são Anjos e eu gosto de me sentir assim, cercada de Anjos! Anjo amigo, obrigada pela visita! Um beijo angélico em seu coração! Tetéia

Brisa da Manhã disse...

Olá! Você sempre com maravilhosos posts! É muito bom vir aqui! Obrigada por sua visita! Beijos suaves da Brisa da Manhã/Maythe

Pollyanna Monteiro disse...

Que alegria receber comentários e, com eles, o carinho dos amigos! Muito obrigada por sua visita! Graça e Paz! Beijos no seu coração. Polly

Mabel disse...

Olá Nilza! Você sempre com maravilhosos posts! É muito bom vir aqui! Obrigada por sua visita ao Sinais do Reino! Paz e Bem! Beijos Mabel

Euzinha disse...

Obrigada, querida, pela visita! É bom demais sentir o carinho dos amigos! Maravilhosa a sua postagem! Gosto muito de seu blog! Abreijos Euzinha

B@bi disse...

Reverências! Fico muito agradecida por sua visita! Seu blog é muito bom e uma enorme alegria vir aqui! Muito obrigada! B@bi

Peregrina da Paz disse...

Oi! Muito bom o seu post! Fiquei feliz com a sua visita! Já atualizei! Beijos e Deus te abençoe! Leila

Tetê disse...

Oi, querida... É isso aí: não há situação difícil que resista a um sorriso! Obrigada pela visita ao Livre Pensamento! Fico feliz de encontrá-la em meu cantinho! Bjks Tetê